Seguidores

11 de ago de 2012

A IGREJA DE ONTEM X A IGREJA DE HOJE


Antigamente: Os cristãos quando iam aos cultos levavam sua Bíblia, harpa e um lenço, pois sabiam que Deus iria falar, as lágrimas iriam rolar e algo em suas vidas iria mudar.
Atualmente: Os crentes vão aos cultos e muitas vezes esquecem até da Bíblia, lá eles reencontramos amigos, cantam, ouvem as músicas que são cantadas, porém não ouvem a voz do Senhor e se ouvem não dão crédito, não obedecem.

Antigamente: Os cristãos não assistiam, não concordavam e não jogavam futebol, pois criam que este era um ato carnal e a Bíblia diz que a inclinação da carne é inimizade contra Deus (Rm. 8:7).
Atualmente: Os crentes são torcedores fiéis, frequentam os estádios de futebol e o pior de tudo, possuem times de futebol dentro das suas igrejas, contando em muitos casos até com a presença do seu pastor.
Antigamente: Os cristãos que eram chamados para o Ministério do Louvor, oravam, jejuavam, consagravam as suas vidas para estarem adorando ao Senhor, e a igreja sentia a presença de Deus quando eles louvavam.
Atualmente: Os crentes cantam sem preparação espiritual, e em muitos casos quando estão nos púlpitos dão verdadeiros shows, porém a igreja não sente nada, ou melhor, se sente induzida a pular, sapatear e dançar, imitando o cantor.
Antigamente: Os cristãos que escreviam letras de hinos e preparavam seus ritmos, buscavam a direção de Deus para não trazerem o profano para tomar lugar nos lábios do Povo de Deus.
Atualmente: Os crentes não se preocupam com as letras, nem com os ritmos e infelizmente o profano, em muitos lugares já tomou o lugar da verdadeira adoração, pois está presente na mídia, na mente e o pior, nos cultos de louvor a Deus.
Antigamente: As mulheres cristãs vestiam-se com sobriedade, não se expondo em roupas coladas ao corpo e saias acima dos joelhos, pois temiam tornar-se sensuais e assim serem usadas pelo inimigo, mesmo sem perceber.
Atualmente: As mulheres crentes se vestem com roupas muitas vezes escandalosas, a sensualidade está presente em vestidos delineantes que expõem o corpo e saias curtas que colocam a mostra o que deveria estar escondido.
Antigamente: Os cristãos que eram convidados a louvar e pregar nos trabalhos das igrejas, o faziam para ver a Glória do Senhor, não buscavam retorno financeiro para tal, pelo contrário, sua preocupação era o avanço espiritual da igreja.
Atualmente: Os crentes que pregam e cantam, em grande parte, o fazem somente com um cachê estipulado ou com uma ofertinha de tal valor, e mais dezenas de CDs vendidos “com antecipação, e não se preocupam com o resultado espiritual do seu trabalho”.
Antigamente: O cristão dormia com seu pijama ou agasalho, tal era o temor do Senhor!
Atualmente: Os crentes dormem de roupas intimas, sem camisa, nus, etc.
Antigamente: O cristão não ia a praia e quando ia, banhava-se com roupas, para não expor seu corpo.
Atualmente: Os crentes frequentam as praias costumeiramente e se banham seminus igualando-se aos banhistas em geral.
Antigamente: O cristão não tinha televisor, pois achava que este aparelho o esfriava espiritualmente, a ele e sua família, por isso não convinha assisti-lo.
Atualmente: Os crentes o possuem, e muitas vezes dentro do próprio quarto onde dormem, e o que é pior, acham que não tem problema assistir sua programação mundana, que isto é coisa do passado.
 Antigamente: Os hinos que os cristãos ouviam nas rádios evangélicas e nos cultos em igrejas eram hinos com mensagens que falavam com as pessoas e levavam muitos a se entregar ao Senhor Jesus, em lágrimas muitas vezes.
Atualmente: Os cultos e as rádios estão repletos de hinos sem mensagem, os chamados hinos Gospel invadiram nosso meio; em nossos cultos as pessoas vêem e ouvem estes louvores e não sentem nada.
Antigamente: Os cristãos sabiam que para "vencer" o mundo, resistir ao maligno e as tentações, eles precisavam orar insistentemente, jejuar diariamente e levar uma vida em santidade constante, observando a Palavra de Deus e obedecendo-a nos mínimos detalhes.
Atualmente: Os crentes não se preocupam com oração e jejum, alguns oram somente cinco ou dez minutos por dia e parece mais por obrigação. Ler a Bíblia e obedece-la, então nem pensar (é por isso que temos tantos desviados de nosso meio).
Antigamente: Os cristãos tinham temor de Deus e procuravam não desagradar a Ele. Andavam como testemunhas suas, em todos os momentos do seu dia a dia.
Atualmente: Os crentes perderam totalmente o temor, dentro da igreja se portam de uma forma, porém fora dela, tornam-se iguais ao mundo.
Antigamente: Os cristãos se reuniam para adorar a Deus e Ele retribuía curando, libertando, salvando, batizando, levantando paralíticos, ressuscitando mortos, etc.
Atualmente: Os crentes se reúnem, mas não para adorar a Deus, e assim Ele fica de lado, e muitos cultos são verdadeiras geladeiras espirituais.
Antigamente: Os cristãos cantores louvavam a Deus na beleza da sua santidade, adorando-o em Espírito e em verdade. E todos podiam vê-los louvar gratuitamente.
Atualmente: Os crentes cantores dão até "show" onde as pessoas pagam ingresso para poderem assisti-los, e não para ver a Glória de Deus.
Antigamente: Os cristãos achavam que igreja e política não se misturavam, era como óleo e água, não havia união entre elas.
Atualmente: Os crentes fazem política até nos púlpitos das igrejas, temos inúmeros crentes que viraram políticos e acabaram se deixando contaminar com a imundície do pecado.
Antigamente: Os cristãos ao entrarem na igreja, sentavam-se homens de um lado, mulheres do outro lado por reverência na Casa de Deus.
Atualmente: Os crentes sentam-se misturados, os casais se abraçam se beijam...
Antigamente: Os cristãos se reunião e se alguém tivesse algum pecado escondido, Deus revelava e este o confessava para ser perdoado por Deus e pela igreja.
Atualmente: Os crentes se reúnem e por faltar santidade em seus vasos, Deus não revela e muitos vão para a eternidade com seus pecados escondidos.

Crente é todo aquele que crê. Cristão é diminutivo de Cristo. Cristo pequeno, ou seja, imitador de Cristo.

6 comentários:

  1. louvado seja Deus por existir este BLOG. estou anunciando seu blog em meu facebook, crentes revoltados comigo por causa das palavras de Jesus. eu digo a eles que não foi eu quem fiz a doutrina , apenas repito o que está escrito. fiquem na paz de Jesus.

    https://www.facebook.com/OConsertodeJesus

    ResponderExcluir
  2. Que Jeová continui lhe utilizando como um vaso de honra,para edificação do povo de Deus.

    ResponderExcluir
  3. preciso saber.... eu tinha cabelos cacheados e fiz progressiva e pecado? eu nao vou para o ceu por causa disso?

    ResponderExcluir
  4. Gloria e Honras ao Deus vivo Que permanece eternamente, Hó irmãos amados Temos Que voltar para aqueles Tempos de Consagração , de Busca , Jejum , Leitura e Meditação da Palavra de Deus.
    Tenho Vergonha guando vejo na igreja certo Tipos de Coisas Como essas, Poucos São os Cristãos que são Verdadeiras Ovelhas. Não Quero ser Como esses Novos tipos de Crentes, mas sim um verdadeiro Cristão Como os Homens de Deus do Passado.(Porque Hoje São Poucos)

    ResponderExcluir
  5. PRESBÍTERO VALDOMIRO5 de março de 2017 19:42

    Amado irmão Geraldo,

    Do jeito que o pecado já contaminou o mundo inteiro, muitas pessoas procuram uma igreja ou religião que satisfaça somente as suas próprias conveniências pessoais (ou que não diga nem faça nada contra o pecado). Em outras palavras: muitas pessoas só querem acreditar no que elas desejam (e não no que elas realmente precisam). Não é de se espantar que vivemos hoje numa total inversão de valores: o errado é certo, o certo é errado, o mal virou bem, o bem virou mal, enfim, os preceitos morais da nossa sociedade estão completamente ao contrário. É como bem disse o profeta Isaías:

    "Ai daqueles que chamam o mal de bem, e o bem de mal; que fazem das trevas a luz, e da luz as trevas; e fazem do amargo o doce, e do doce o amargo! Ai daqueles que são sábios aos seus próprios olhos, e prudentes diante de si mesmos!" (Isaías 5:20–21)

    Não será surpresa se, qualquer hora dessas, criarem uma lei nos obrigando a adorar ao diabo (e nos proibindo de crer em Deus). Aliás, do jeito que existe tanta podridão e tanta imoralidade reinando tanto aqui no Brasil como também em todo o mundo, eu nem me espantaria se uma lei dessas fosse aprovada. Em virtude isso, não é sem razão que a Bíblia diz que "o mundo jaz no maligno" (1 João 5:19)

    Eu diria mais: quem quiser ser um verdadeiro cristão tem que ter uma postura firme e forte para combater o pecado (e, ao mesmo tempo, estar pronto para ser odiado pelos homens). Mas quantos, hoje, teriam esta disposição?

    Jesus, na Sua primeira vinda à Terra, não veio para agradar aos homens. E por agir assim, Ele foi odiado por muitos (principalmente pelos poderosos da época). Por que Jesus foi odiado? Porque Ele sempre falava a verdade. Ele desmascarava os hipócritas (e Ele também revelava os pecados ocultos de muitos). Quem fala a verdade sempre é odiado. Se com Jesus foi assim, que dirá com os Seus servos!

    O nosso amado irmão Júlio Severo é um bom exemplo isso. Por ter falado a verdade sobre o ativismo homossexual, ele passou a ser odiado (e também perseguido) pelos homossexuais e pelo governo (já quiseram até saber o endereço dele, se é que já não o ameaçaram de morte). Por causa disso, ele teve que ir, com a família, para um exílio forçado no exterior.

    Este é o doloroso preço que o verdadeiro cristão tem que pagar pela sua fidelidade a Jesus (e pela sua luta contra o pecado). Quantos, hoje, fariam como os fiéis da igreja de Esmirna (que, por amor a Jesus e à verdade da Sua Palavra, aceitaram a morte sem nenhum medo)? Quem, nos dias de hoje, teria a mesma postura firme de um Elias, um Jeremias, um João Batista, ou um Paulo, para denunciar e combater o pecado (e também para falar certas verdades que muitos estão precisando ouvir)?

    Os mártires da fé cristã não hesitaram quando foram obrigados a escolher entre o pecado e a morte. O lema deles era: "Antes morrer do que pecar". Eles permaneceram fiéis às suas convicções até o fim, e acreditavam que esta corajosa decisão que tomavam agora certamente será lembrada no tribunal divino.

    Se estivermos realmente decididos a ser verdadeiros cristãos (ainda que tenhamos que ser odiados pelo mundo), temos que obedecer ao que Jesus diz em Sua Palavra:

    "Se alguém quiser vir após Mim, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz, e Me siga. Pois quem desejar salvar sua vida vai perdê-la, mas aquele que perder a sua vida por amor a Mim vai achá-la. Pois, de que adiantará ao homem conquistar o mundo inteiro e perder a sua alma? Que dará o homem em troca de sua alma?" (Mateus 16:24–26).

    "Entrai pela porta estreita; porque grande é a entrada e largo e espaçoso é o atalho que leva à perdição, e muitos são os que vão por ele; ao passo que estreita é a porta e apertado é o caminho que conduz à vida, e poucos são os que encontram" (Mateus 7:13–14)

    Eu pergunto: quem teria coragem para agir assim nos dias de hoje?

    Se você (ou alguém daqui) quiser se manifestar, esteja à vontade.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...